abril 6, 2009

infinito
depende de nós
felicidade
só a sós

cordas
dependem dos nós
infinito
nem os sóis

agosto 28, 2008

teimoso
é o orvalho
querer entardecer

agosto 28, 2008

gotas de tranqüilidade
me inundam um vazio

não sinto, não amo, não quero
nem odeio! nem sequer!

venda nos olhos
encaro a vida
não sinto chegadas
nem partidas

infância

agosto 13, 2008

final de tarde
pé no chinelo
e na padaria
tudo em 7 belo

doçura que arde
dá água na boca
mastigo engulo
uma foi pouca

agosto 13, 2008

querendo voar
comecei a tropeçar
voltei a engatinhar

tomara

agosto 13, 2008

tomara
que eu viva pra
tomar aquele vinho
tomar aquele banho
tomar aquela chuva
ah, tomara

agosto 13, 2008

o sentinela martela
o artista
devora a tela

agosto 13, 2008

fumantes a vista
por todos os lados
cada cigarro aceso
um coração apagado

deusa à grega

agosto 13, 2008

minha santa
eu devoro
imaculada
na salada
abençoada
e mal-passada

agosto 13, 2008

que seria da vida sem pose?
um close?
um closet?
sem uma dose?
lordose?
esclerose?